Reflexões e trabalhos realizados no âmbito do Mestrado em Educação, área de especialização em Educação e Tecnologias Digitais, da Universidade de Lisboa (2012-2014).

Educação e Tecnologias Digitais

Reflexões e trabalhos realizados no âmbito do Mestrado em Educação e Tecnologias Digitais.

Emoções

Emoção significa “mover para fora”, “deslocar-se” ou “sair de si” pois deriva da palavra latina e+movere.

DUAS TEORIAS PARA EXPLICAR AS EMOÇÕES

Teorias socioculturais que adotam uma estratégia de cima para baixo (top-down) pois pensam que são os aspetos culturais que modelam e ajudam as pessoas a exprimir as suas emoções.
Teorias bio-evolucionistas que adotam uma estratégia de baixo para cima (bottom-up) pois pensam que são os aspetos biológicos e naturais que influenciam a expressão das emoções.

Atualmente alguns investigadores tentam conjugar estas duas teorias pois pensam que as emoções além de terem determinantes biológicos também são modeladas pelos contextos sociais e culturais onde estão inseridos os indivíduos.

EMOÇÕES segundo DARWIN
Darwin tentou explicar as principais “ações expressivas” dos homens e animais e enunciou três princípios:

  • qualquer movimento útil para satisfazer algum desejo ou aliviar alguma sensação, se repetido muitas vezes, torna-se tão habitual que acaba por ser repetido, independentemente de ser ou não já útil, sempre que o mesmo desejo ou sensação são despertados, mesmo que levemente.
  • princípio da antítese: o hábito de executar voluntariamente movimentos opostos sob o efeito de impulsos opostos é algo que se estabelece em nós pela prática ao longo da vida.
  • o sistema nervoso, quando excitado, age diretamente sobre o corpo, independentemente da vontade.

EMOÇÕES segundo António Damásio

Sentimento: experiência/manifestação mental e privada de uma emoção. Os sentimentos estão no limiar do que separa o ser do conhecer. É a forma mais elementar de conhecer.
Emoção: conjunto de respostas que constitui uma emoção, muitas das quais são exteriormente observáveis, pois exprimem-se através do corpo.

AS EMOÇÕES SÃO PROGRAMAS DE AÇÕES (físicas e cognitivas)
Levanta-se aqui o problema da Consciência: emoção, sentimento dessa emoção e o conhecimento que temos do sentimento dessa emoção.

Associada às emoções está sempre uma manifestação física mas também um programa mental ou uma estratégia cognitiva que é o conhecimento dessa emoção.
Exemplo: se a pessoa está triste não pensa em jantares divertidos mas é capaz de pensar na morte.

As emoções são desencadeadas por estímulos que, por sua vez, não têm o mesmo efeito em todas as pessoas. Os estímulos podem ser objetos ou situações, atuais ou existentes na mente, alguns são aprendidos individualmente, outros fruto da evolução.
Exemplo: situações que causam medo ou angústia são fruto da evolução, estão no nosso genoma. Mas se alguma pessoa nos causa alguma emoção, é um estímulo individual, pois só o faz connosco, não tem a ver com a história ou a evolução.

Segundo Damásio, existem três tipos de emoções:

  • as de FUNDO, que são mais vagas, como o entusiasmo ou o desencorajamento;
  • as PRIMÁRIAS, que são mais pontuais, como o medo, a raiva, a tristeza, a alegria;
  • as SOCIAIS, que são um resultado sociocultural, como a compaixão, o orgulho, a vergonha.

A emoção tem componentes cognitivas e componentes de ação, depende da própria evolução da espécie e depende também de fatores culturais e sociais e de características individuais.


Referência:
Miranda, G. (s.d). Emoções e Comunicação Mediada por Computador (CMC). [Vídeo online]. Retirado de: http://webhosting.bombyte.org/~joao.gama/guilhermina/m4/EmocoeseComunicacaoMediadaporComputadorCMC.swf

Memória - Perspetiva Processual
Modelos e dimensão ética/legal da formação a distâ...